Microsoft e Sebrae-SP formam parceria para fomentar o crescimento de startups brasileiras

O mercado de startup vem ganhando cada vez mais espaço do Brasil, já que pessoas estão optando por trabalhar por conta própria, tirando suas as ideias do papel e colocando-as em prática. Hoje, o país ocupa o 12º lugar de mercado mais promissor para as startups, de acordo com pesquisa realizada pela consultoria A Arte das Marcas. Neste mercado é possível encontrar empresas de diversos setores, tamanhos e estilos, muitas sempre buscando investimentos, inovação e uma boa posição no mercado.

Para alguns, a ideia de empreender é um pouco assustadora, justamente por ter que iniciar um projeto do zero, sem saber o que vai acontecer a seguir e por não ter muito apoio de pessoas que já passaram por isso. Por conta disso, hoje temos um bom número de empresas que se prontificam a ajudar as PMEs, tanto aceleradoras quanto instituições e até mesmo outras startups.

Pensando nisso, a Escola de Negócios Sebrae – SP Alencar Burti criou um programa chamado Speed Mentoring, que visa potencializar uma ideia e/ou empresa em fase inicial. O programa possui diversas edições, cada uma com um foco diferente. Nessa edição, o SebraeSP firmou com a parceria da Microsoft, realizando o programa com foco em tecnologia. Os projetos que foram selecionados estão tendo a oportunidade de participar de 40 horas de atividades práticas e uma rodada de mentoria com especialistas. Ao final do programa, os melhores projetos serão premiados com inscrições no Empretec, mentoria de profissionais Microsoft e inscrição na plataforma BizSPark Plus.

No dia 22 de novembro, a Escola de Negócios Sebrae – SP recebeu Elis Queiroz, Gerente de Marketing de Audiência, que contou um pouco sobre o mercado de Startups e deu algumas dicas e conselhos para os novos empreendedores. “É preciso estar muito bem embasado para apresentar seu projeto e receber investimento”, afirma Elis, que completou contando sobre a importância de participar de um programa como o Speed Mentoring.”Se você não cresce de maneira estruturada os negócios tendem a ficar mais difíceis, por isso a importância de ter o SebraeSP, por exemplo, como ajuda para ter uma estrutura assertiva”. Por fim, Elis contou um pouco sobre o BizSpark, que é um primeiro empurrão nas startups em sua fase inicial. O programa tem a duração de três anos e disponibiliza diversas ferramentas para o dia a dia do empreendedor, além Office 365 e créditos no Microsoft Azure, a nuvem da Microsoft.

Já temos os projetos ganhadores desta etapa, são eles: Pluzzes Dynamics – que consiste em um desenvolvimento de Impressoras 3D de Baixo Custo para Micro e Pequenos Negócios; Horizon 4, que é um Programa de Pontos de Fidelidade para usuários de aplicativos; Proventum, é uma Solução Digital para Programas de Gestão de Projetos que gera indicadores para e mensurar resultados individualizados de cada colaborador (meritocracia).

Fique de olho e não perca as próximas inscrições para o Speed Mentoring!

Junte-se a conversa

0 comentários

Deixe uma resposta